sábado, 26 de outubro de 2013

Fiel a si própria, Simone segue seu caminho no terno show 'É melhor ser'



Resenha de show
Título: É melhor ser 
Artista: Simone (em foto de Rodrigo Amaral)
Local: Teatro Oi Casa Grande (Rio de Janeiro, RJ)
Data: 25 de outubro de 2013
Cotação: * * * 1/2
Agenda da turnê nacional do show É melhor ser:
* 25 e 26 de outubro de 2013 - Teatro Oi Casa Grande - Rio de Janeiro (RJ)
* 31 de outubro de 2013 - Teatro da Unip - Brasília (DF)
* 1º de novembro de 2013 - Teatro Rio Vermelho - Goiânia (GO)
* 8 e 9 de novembro de 2013 - Teatro do Complexo Cultural Ohtake - São Paulo (SP)
* 13 de novembro de 2013 - Bourbon Country - Porto Alegre (RS)
* 6 de dezembro de 2013 - Teatro Castro Alves - Salvador (BA)
* 8 de dezembro de 2013 - Palácio das Artes - Belo Horizonte (MG)


No fundo sempre sozinha, Simone vai seguindo seu caminho em É melhor ser, show que teve sua estreia nacional no Rio de Janeiro (RJ) na noite de ontem, 25 de outubro de 2013, na sequência imediata da edição do homônimo 41º disco da Cigarra. Já são 40 anos de carreira e - tal como o disco recém-lançado pela gravadora Biscoito Fino - o show segue rota coerente com a trajetória da cantora baiana. Sem desvios, Simone faz o show que seu público espera dela. A força de sua personalidade é perceptível não somente no canto de firmeza e elegância que desafiam os 64 anos a serem completados daqui a dois meses, mas também nos figurinos brancos de Guilherme Guimarães, nos tons predominantemente azuis da luz clara de Rogério Wiltigen, no coração rosa alocado ao centro do móbile criado pelo cenógrafo Hélio Eichbauer e no roteiro fiel ao conceito feminino do disco É melhor ser, centrado em composições assinadas por mulheres (ainda que com eventuais parceiros do sexo masculino). Diante da manifestação cênica dessa personalidade forte, a contribuição da direção da atriz Christiane Torloni resulta imperceptível aos olhos do espectador - e provavelmente resida aí o maior mérito da diretora debutante: entender e aceitar que é melhor deixar Simone ser Simone no palco. Sob a direção musical do pianista Leandro Braga, autor dos arranjos, a cantora dá voz a 21 músicas que, em essência, expressam amor e doçura. Nesse sentido, a lembrança no bis de A noite do meu bem (1959), a bela e poética canção da imortal compositora carioca Dolores Duran, faz todo o sentido. É melhor ser é show terno. Quando canta Descaminhos (Joanna e Sarah Benchimol, 1979) ou O tom do amor (Moska e Zélia Duncan, 2010), por exemplo, Simone tem no olhar e na voz toda a ternura que quer dar ao seu público ávido de seu canto, dessa sua voz que - justiça seja feita - repete em cena sem nenhum esforço todos os tons alcançados no estúdio na gravação do CD É melhor ser. Proeza já perceptível quando - após a abertura das cortinas ao som em off de A propósito (Simone e Fernanda Montenegro, 2013), com Simone de braços abertos no centro do palco - a cantora solta a voz em Mulher o suficiente (Alzira Espíndola e Vera Lúcia Motta, 1995), instante pop do disco e do show. "Rock'n'roll, bebê!", brada Simone ao som do solo da guitarra de João Gaspar, em alusão à famosa frase ("Hoje é dia de rock, bebê") dita há dois anos por sua diretora Christiane Torloni ao ser entrevistada na área vip doRock in Rio 2011. Nos sete primeiros números do roteiro, o show É melhor ser reproduz com fidelidade o disco homônimo, sem surpresas, ainda que dê para detectar um dengo adicional na interpretação do samba Trégua suspensa (Teresa Cristina e Lula Queiroga, 2010). É nesse porto seguro que Simone cai no samba para moças de fino trato como Adriana Calcanhotto, de quem desvenda Aquele plano para me esquecer (2011), e que explicita o amor romântico contido no belo bolero que compôs com Zélia Duncan, Só se for, uma das três músicas inéditas do CD É melhor ser. Na sequência, luzes verdes e amarelas realçam a brasilidade do vivaz baião Haicai(Fátima Guedes, 2013), outra inédita do disco, turbinada em cena com citações batidas na palma da mão do samba de roda Vai lavar siri (tema de domínio público adaptado pela Cigarrapara cantar no show registrado no disco Simone et Roberto Ribeiro à Bruxelles, de 1973) e dos partidos altos Não chora, neném (Ivone Lara, 1979) e Tiê (Ivone Lara, Mestre Fuleiro e Tio Hélio, 1973). A mesma iluminação verde e amarela preenche o palco - nove números mais tarde - quando Simone surpreende a plateia ao iluminar Primeira estrela (Luli, Lucina e Sonia Prazeres, 1981), um dos sucessos indies do repertório da dupla Lulu & Lucina, música gravada por Nana Caymmi no álbum ...E a gente nem deu nome (1981). Com seu ritmo marcado na palma da mão por músicos e plateia, o número percussivo deu vivacidade a show que já surpreendera quando, se desviando pela primeira vez do repertório do disco, Simone acendeu a beleza de Candeeiro, samba de tom afro que iluminou o talento de Teresa Cristina como compositora ao ser gravado pela artista carioca em A vida me fez assim (2004), álbum em que Teresa começou a revelar sua produção autoral. Na sequência de Candeeiro, Simone também surpreende ao cantar Canteiros (1973) com ternura que dilui a tristeza contida nos versos da poeta carioca Cecília Meireles (1901 - 1964), parceira póstuma do compositor cearense Raimundo Fagner nessa canção entoada por Simone de forma suave, sob a condução do piano de Leandro Braga. A suavidade também pauta a orquestração de Só nos resta viver (Angela Ro Ro, 1980), outra canção que embute dor filtrada pelo canto macio de Simone. Entre surpresas e números sempre esperados em shows de Simone, caso da sempre arrepiante Jura secreta(Sueli Costa e Abel Silva, 1977), É melhor ser reitera vícios e virtudes da Cigarra em cena. Os primeiros fazem com que o samba Acreditar (Ivone Lara e Délcio Carvalho, 1976) soe como número de barzinho - sensação reforçada pelo coro do público - e com que a balada Outra vez(Isolda, 1977) ganhe pausas e charminhos à moda de Roberto Carlos (influência bisada na distribuição de rosas brancas ao fim do bis). As segundas fazem com que a cantora consiga renovar uma música batida como Charme do mundo (Marina Lima e Antonio Cícero, 1981) com suingue de clima norte-americano. Fecho caloroso do show, Os medos (Joyce Moreno e Rodolfo Stroeter, 2004) mostra que, quando arrisca para valer, Simone geralmente se dá bem. No mercado comum da vida humana, para citar verso de Vida de artista (Sueli Costa e Abel Silva, 1978), cantada com mais delicadeza no disco do que no show, a Cigarra tem se imposto em cena com a personalidade forte que molda seu caminho há 40 anos. E assim - no fundo sempre sozinha, ainda que cercada de boas companhias como Zélia Duncan (a amiga que se fez presente com sugestões para o repertório do bom CD) - caminha Simone, sempre fiel a si própria, rumo à imortalidade garantida às vozes que marcaram época.

Hermínio Bello de Carvalho é quem assina a apresentação do show.


Fonte: FaceBook Oficial

O universo feminino nos 40 anos de carreira de Simone

Cantora baiana festeja ocasião com disco e show dedicados a compositoras



Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Fonte: FaceBook Oficial

Simone em O Globo, celebrando o novo CD


'Candeeiro' de Teresa acende roteiro em que Simone canta Luli & Lucina


Fiel à ideologia de seu recém-lançado álbum É melhor ser (Biscoito Fino, 2013), centrado em composições de mulheres, Simone construiu o roteiro do show É melhor ser sem abrir mão da presença feminina na autoria (ou coautoria) de todas as 21 músicas do espetáculo dirigido pela atriz Christiane Torloni. Afro-samba lançado por Teresa Cristina em seu segundo álbum, A vida me fez assim (Deck, 2004), Candeeiro é uma das músicas do show que extrapolam o repertório do disco gravado pela cantora sob a produção musical de Bia Paes Leme e com arranjos do pianista Leandro Braga. Candeeiro iluminou roteiro em que Simone também dá voz a músicas de Luli & Lucina - Primeira estrela, parceria das compositoras como Sônia Prazeres lançada por Nana Caymmi no álbum ...E a gente nem deu nome (EMI Odeon, 1981) - e Dolores Duran (1930 - 1959), lembrada no bis com sua bela canção A noite do meu bem, lançada em 1959 na voz da própria Dolores. Outra boa surpresa foi Canteiros (1973), música composta por Raimundo Fagner com base em versos da poeta Cecília Meireles (1901 - 1964). Embora celebre os 40 anos de carreira da Cigarra, assim como o disco que lhe deu origem, o show É melhor ser foge da linha retrospectiva, gravitando em torno do CD. Eis o roteiro seguido por Simone - em foto de Rodrigo Amaral - na estreia nacional da turnê do show É melhor ser no Teatro Oi Casa Grande, no Rio de Janeiro (RJ), no dia 25 de outubro de 2013:

1. A propósito (Simone sobre bilhete de Fernanda Montenegro, 2013) - em off
2. Mulher o suficiente (Alzira Espíndola e Vera Lúcia Motta, 1995)
3. Aquele plano para me esquecer (Adriana Calcanhotto, 2011)
4. Descaminhos (Joanna e Sarah Benchimol, 1979)
5. Trégua suspensa (Teresa Cristina e Lula Queiroga, 2010)
6. Só se for (Simone e Zélia Duncan, 2013)
7. Haicai (Fátima Guedes, 2013)- com citações de Vai lavar siri (tema de domínio público adaptado por Simone), Não chora, neném (Ivone Lara, 1979) e Tiê (Ivone Lara, Mestre Fuleiro e Tio Hélio, 1933)
8. Candeeiro (Teresa Cristina, 2004)
9. Canteiros (Fagner sobre poema de Cecília Meireles, 1973)
10. O tom do amor (Moska e Zélia Duncan, 2010)
11. Outra vez (Isolda, 1977)
12. Só nos resta viver (Angela Ro Ro, 1980)
13. Acreditar (Ivone Lara e Délcio Carvalho, 1976)
14. Mutante (Rita Lee e Roberto de Carvalho, 1981)
15. Charme do mundo (Marina Lima e Antonio Cícero, 1981)
16. Primeira estrela (Luli, Lucina e Sônia Prazeres, 1981)
17. Vida de artista (Sueli Costa e Abel Silva, 1978) /
18. Jura secreta (Sueli Costa e Abel Silva, 1977)
19. Os medos (Joyce Moreno e Rodolfo Stroeter, 2004)
* Jura secreta (Sueli Costa e Abel Silva, 1977) - prefixo 
Bis:
20. A noite do meu bem (Dolores Duran, 1959)
21. Alma (Sueli Costa e Abel Silva, 1982)

Fonte: Notas Musicais

Christiane Torloni dá selinho em Simone

Atriz comemorou 40 anos de carreira da cantora
FAMOSIDADES

SÃO PAULO - Christiane Torloni e Simone quebraram mais um tabu e deram um selinho na noite da última sexta-feira (25), após apresentação da cantora em um teatro no Leblon, Rio de Janeiro. Amigas de longa data, as duas fizeram questão de mostrar o momento de carinho na sessão de fotos. A atriz foi responsável por dirigir o espetáculo que comemora os 40 anos de carreira de Simone.


THYAGO ANDRADE/FOTO RIO NEWS



Felipe Assumpção AgNews                                                                                          

Fonte: MSN Entretenimento

Cantora Simone diz que era cobaia da Globo para festivais de música

Artista comemorou 40 anos de carreira no "Mais Você"

FAMOSIDADES


Por FAMOSIDADES
SÃO PAULO - A cantora Simone comemorou a chegada de seus 40 anos de carreira no programa "Mais Você" desta terça-feira (22).

Em um bate-papo descontraído com a apresentadora Ana Maria Braga, a artista relembrou da época em que se apresentava em programas musicais da TV Globo, e revelou ter sido cobaia da emissora."Tudo o que a Globo planejava...", disse ela sendo interrompida pela loira: "Você ia lá e fazia...". "Não, eu era cobaia", disse ela dando risada.

A cantora aproveitou a ocasião para fazer um balanço de sua carreira musical. “Fico e estou muito feliz comigo. Sou muito coerente com a coisas que faço e penso. Acho que a gente nunca faz um balanço da carreira, vamos andando em frente. Se estou aqui hoje é porque mereço. Eu amo e vivo o que faço", completou ela, que recebeu uma homenagem da atriz Christiane Torloni, sua amiga pessoal e diretora de seu novo show.

"A gente se conhece há 35 anos. Foi sedimentando uma confiança entre nós que fez com que a Simone me chamasse para fazer esse espetáculo, que é uma grande homenagem a esses 40 anos de carreira e às grandes compositoras do Brasil. O público vai ser presenteado com composições que nunca ouviram e com uma Simone mais atriz do que nunca", entregou.

Mauricio Mattar e outros famosos prestigiam show de Simone no Rio

A cantora comemora 40 anos de carreira


Maurício Mattar e sua amada, Bianca Andrade, foram prestigiar na noite desta sexta os 40 anos de carreira de Simone. O show da cantora e o lançamento do CD É Melhor Ser aconteceu em um teatro no Leblon, na Zona Sul do Rio. 
Também marcaram presença na plateia nomes como Glória Maria, Carlinhos de Jesus, Arlete Salles, entre outros.





Fonte: O Fuxico

Famosos convidados usaram branco para homenagear a cantora que celebra 40 anos de carreira em apresentação no Rio.

Maurício Mattar esteve na noite desta sexta-feira, 25, no show da cantora Simone que aconteceu em um teatrono Leblon, Zona Sul do Rio. O espetáculo celebrou os 40 anos de carreira da artista. Para homenagear a anfitriã da noite, os famosos convidados escolheram trajes brancos, a cor preferida de Simone. O espetáculo tem direção de Christiane Torloni.
Maurício Mattar (Foto: Felipe Assumpção/Ag News)Maurício Mattar (Foto: Felipe Assumpção/Ag News)
Glória Maria no show da Simone (Foto: Felipe Assumpção/Ag News)Glória Maria no show da Simone (Foto: Felipe Assumpção/Ag News)
Simone em apresentação que comemora seus 40 anos de carreira (Foto: Thyago Andrade/Photorio News)Simone em apresentação que comemora seus 40 anos de carreira (Foto: Thyago Andrade/Photorio News)
Fonte: Ego

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Agora é oficial: Simone está nas redes sociais!

Nós, da #EquipeCigarra, vamos trazer sempre as novidades da vida e da carreira de Simone, lembrar momentos marcantes e trocar ideias com vocês (e, claro, teremos momentos exclusivos com a nossa Cigarra). :-)

Simone agradece a todos que criaram e mantêm páginas sobre ela nas redes sociais. Tem sido bonito demais receber tanto carinho! Este canal está aberto à participação de vocês. Vamos fazer barulho juntos? Então anotem os endereços: www.facebook.com/SimoneCigarra e www.instagram.com/SimoneCigarra.



Fonte: Facebook Oficial e YouTube Simone "A Cigarra"

terça-feira, 22 de outubro de 2013

domingo, 20 de outubro de 2013

Simone se apresenta em Goiânia no dia 1° de novembro

Cantora trará à cidade show de seu do novo álbum chamado "É melhor ser". Espetáculo tem direção de Cristiane Torlone

 
 
Os goianienses que estão com saudade de ouvir o timbre grave e suave da cantora Simone têm motivo para se alegrar. A artista lançará na cidade seu mais recente trabalho chamado "É Melhor Ser", no dia 1° de novembro. O show acontecerá no Teatro Rio Vermelho.Os ingressos custam a partir de R$ 120,00 (inteira) e R$ 60,00 (meia).
A cantora apresentará um espetáculo que conta com conhecidos nomes. O cenário, por exemplo, é assinado por Hélio Eichbauer e a direção geral é da atriz global Christiane Torloni.
O repertório também não deixa por menos. Dividem a direção musical do álbum Bia Paes e Leandro Braga. A equipe, privilegiou canções de compositoras femininas, como: Rita Lee, Joyce, Fátima Guedes, Marina Lima e Sueli Costa.
As parcerias são também destaque. Canta com Simone na faixa "Só se For", Zélia Duncan e na música "A Propósito" tem a participação de ninguém menos que a atriz Fernanda Montenegro.
Serviço:
Quando:
 1º de novembro, às 21h
Onde: Teatro Rio Vermelho (Rua Quatro, 1400 - Setor Central)
Ingressos: Plateia Inferior: R$ 120,00 (inteira) – R$ 60,00 (meia) 
Plateia Superior: R$ 100,00 (intera) – R$ 50,00 (meia)
Mais Informações: (62) 3219-3300 e (62) 4052-0016

Cantora Simone faz show em Brasília

Cantora Simone chega a Brasília com o show de lançamento do CD “É melhor ser” (Biscoito Fino), ansiosamente aguardado pelos fãs brasilienses da artista, no dia 31, no Teatro da UNIP.
A direção musical do disco é dividida entre Bia Paes Leme e o músico e maestro Leandro Braga. Para a turnê, Simone chamou o Leandro Braga para assinar os arranjos e dirigir a banda.
Tanto para o CD quanto para os shows dessa turnê, Simone escolheu canções de compositoras importantes em sua carreira, como Rita Lee, Joyce, Fátima Guedes, Marina Lima e Sueli Costa.
SERVIÇO
Local: Teatro UNIP – 913 sul
Hora: 21h
Ingressos: R$ 120 (inteira) – R$ 60 (meia)
Pontos de Venda: Central de Ingressos – Brasília Shopping
Ingresso rápido: www.ingressorapido.com.br
Informações: (61) 4003-2051
Fonte: Finissimo16.10.2013, texto: Marcelo Chaves, fotos: Reprodução

Cantora Simone em turnê com o show " É melhor ser"

A cantora Simone chega a Brasília com o show de lançamento do CD “É melhor ser” (Biscoito Fino), ansiosamente aguardado pelos fãs da artista, no próximo dia 31, no Teatro da UNIP.

A direção musical do disco é dividida entre Bia Paes Leme, que vem de projetos com Chico Buarque e o músico e maestro Leandro Braga.  Para a turnê, Simone chamou o Leandro Braga para assinar os arranjos e dirigir a banda. 

Tanto para o CD quanto para os shows dessa turnê, Simone escolheu canções de compositoras importantes em sua carreira, como Rita Lee, Joyce, Fátima Guedes, Marina Lima e Sueli Costa.  O show privilegia esse repertório, onde se destaca “Mulher o suficiente” (Alzira Espíndola e Vera Lucia Motta), a primeira a estar disponível na loja brasileira do iTunes; a parceria de Simone e Zélia Duncan, chamada “Só se for”; além da canção “Haicai”, de Fátima Guedes.  Outra novidade é a parceria de Simone com Fernanda Montenegro, uma pérola do CD “É melhor ser” chamada “A Propósito”.

O público vai conhecer as versões personalíssimas de Simone para clássicos como “Charme do Mundo” (Marina e Antônio Cícero), “Mutante” (Rita Lee e Roberto de Carvalho), “Acreditar” (Dona Ivone Lara e Délcio Carvalho) e “Descaminhos” (Joanna e Sarah Benchimol), entre tantos outros.

A banda que acompanha Simone é formada por Leandro Braga (piano), Bruno Migliare (contrabaixo), Christiano Galvão (bateria), André Siqueira (percussão) e João Gaspar (guitarra, violão).

A concepção do espetáculo foi feita pela própria Simone, com o cenário assinado por Hélio Eichbauer e direção geral de Cristiane Torloni.


Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br, por Jornal de Brasília

Simone apresenta em Goiânia

No primeiro dia de novembro, a cantora Simone apresenta, em Goiânia, o show do lançamento do CD É melhor ser. Uma das novidades que o público poderá conferir no espetáculo é a parceria de Simone com a dama do teatro Fernanda Montenegro, na canção chamada A Propósito.
Fonte: Jornal O Hoje | Estilloterça-feira, 15 de outubro de 2013 | Por: Alex Vieira

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Trechos, É Melhor Ser


Trechos das músicas do novo álbum "É Melhor Ser", de Simone, estão disponíveis no site Amazon.com.
Para ouvir, clique aqui.

Fonte: Amazon.com

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Programação do Natal em Natal terá música, dança, literatura, teatro e gastronomiaAlex Régis

Os projeto do Natal em Natal fe iluminação natalina foram apresentados aos empresários pelo prefeito Carlos Eduardo

Alex Régis

“A capital potiguar vai viver um dos melhores períodos natalinos de sua história”, afirmou o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, ao apresentar nesta quarta-feira (02), na Assembleia Ordinária da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Natal (CDL), os projetos do Natal em Natal e da Iluminação Natalina da cidade. Na programação do Natal em Natal, Música, dança, literatura, cinema, esporte, gastronomia e iluminação natalina. O prefeito fez questão de destacar a participação das entidades empresariais e turísticas na elaboração do projeto.

Sobre os projetos do Natal em Natal e da Iluminação Natalina da cidade, Carlos Eduardo elogiou os projetos elaborados e agradeceu a participação das entidades empresariais e turísticas da cidade que construíram junto com a Prefeitura do Natal, essas duas iniciativas que irão estimular e incrementar bastante o movimento no comércio e no setor hoteleiro do município. Para o prefeito, essa união de forças só tem a contribuir para o resgate da auto-estima do cidadão natalense. “A cidade do Natal, mais do que qualquer outra, precisa celebrar essa época do ano com mais intensidade e o Natal em Natal e a Iluminação Natalina são iniciativas importantes na busca desse resgate”, concluiu.

O presidente da Fundação Cultural Capitania das Artes, Dácio Galvão, fez a apresentação da programação do Natal em Natal, que inclui música, dança, literatura, cinema, esporte, gastronomia e iluminação natalina. Estes são os componentes que formam o caldeirão cultural preparado pela Prefeitura do Natal para brindar o final do ano na cidade. Coordenadora dessas ações, a Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte) está agregando todos os segmentos na elaboração da programação de retomada do “Natal em Natal”, conjunto de eventos que vai sacudir todas as regiões da capital potiguar entre novembro e janeiro.

A abertura oficial do evento será com o Festival de Cultura & Arte de Natal, que acontecerá nos dias 2 e 3 de novembro, na Praça da Árvore no Mirassol, e reunirá artesãos, artistas, sebos, cordelistas, antiquários e atrações espontâneas, objetivando a divulgação do artesanato com a identidade potiguar. 

O Natal em Natal vai reunir vários estilos musicais em sua programação. Para os que apreciam o doce e harmonioso som dos corais, a pedida será o 19º Encontro Nacional de Coros em Natal, que vai acontecer entre os dias 14 e 16 de novembro no Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure). A programação prevê a apresentação de várias atrações musicais. A dança é outra importante manifestação cultural que vai ter seu espaço no evento com a realização do Festival Entre Gestos, um encontro das três linguagens desenvolvidas pelo núcleo de dança da Funcarte (Clássico, Contemporâneo e Popular) em apresentações que prometem encantar e emocionar o público presente.

Entre os escritores brasileiros convidados, estão o cantor Caetano Veloso, Milton Hatoum, Tatiana Salem Levy, Rubens Figueiredo, Nelson Pereira dos Santos, Marina Lima, Eucanaã Ferraz, João Paulo Cuenca, Zeca Camargo, José Miguel Widnik. Também devem participar os escritores Antônio Cícero, Cacá Diegues, Gereba Barreto, Arnaldo Niskier, Ivan Junqueira, José Eduardo Agualusa, Mauro Ventura, Murilo Melo Filho, Ronaldo Correia de Brito, Tom Cardoso, Vânia Bastos e Zuenir Ventura. Pela UCLA, devem participar do festival os escritores Ana Paula Tavares (poetisa), Germano de Almeida (romancista), Tony Teheke, Mário Zambujal, Ricardo Araújo Pereira, Luís Carlos Patraquim (poeta e dramaturgo), José Aluísio Peixoto, José Carlos Vasconcelos (poeta, jornalista e redator da Revista Visão) e Luís Cardoso Noronha.

O teatro vai dar continuidade à programação do Natal em Natal no mês de dezembro. A Funcarte lançou o edital do Natal em Cena (espetáculos teatrais do Natal em Natal) e uma comissão formada por especialistas na área selecionou os projetos “O Milagre da Fé” e “Encruzilhada do Mundo” para as apresentações teatrais do Natal em Natal. As apresentações acontecerão na Zona Norte de Natal e na Árvore de Mirassol. Também estão confirmados quatro shows com atrações nacionais. Fagner e Elba Ramalho que irão se apresentar na Zona Norte, enquanto Simone e Zeca Baleiro que farão seus shows na árvore do Mirassol.

Fonte e matéria completa: Prefeitura Municipal do Natal

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Simone grava parceria de Teresa e Queiroga no CD que lança em outubro

Parceria da cantora e compositora carioca Teresa Cristina com o compositor pernambucano Lula Queiroga, Trégua suspensa ganha a voz de Simone no disco gravado pela cantora com produção de Bia Paes Leme e Leandro Braga (com a Cigarra na foto de Cristina Granato). O sambaTrégua suspensa foi lançado como faixa-bônus de estúdio do CD e DVD Melhor assim - Teresa Cristina ao vivo (EMI Music, 2010). No álbum, que tem lançamento programado para outubro de 2013 pela gravadora Biscoito Fino, Simone canta músicas de compositoras como Alzira Espíndola, Angela Ro Ro, Joyce Moreno, Rita Lee e Sueli Costa - entre outras mulheres.

Programação > Simone > É Melhor Ser


  Para comprar ingressos clique AQUI.


Fonte: Oi Casa Grande
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...